Notícias

18/10/2019

Departamento de recursos humanos: por que atuar na área?

O departamento de recursos humanos é fundamental em empresas de qualquer porte. Muitas pessoas ainda acreditam de que trata-se de algo necessário somente para grandes empresas, e assim, embora gostem da área, têm certos receios de especializar-se nela.

Entretanto, podemos considerar que o profissional de recursos humanos está presente hoje nas mais variadas vertentes do mercado, seja nas empresas, nos órgãos públicos, seja até mesmo em pequenos escritórios. Há ainda quem terceirize os serviços inerentes a esse profissional, o que amplia ainda mais as possibilidades de trabalho.

Se você deseja entender melhor o que faz o profissional de recursos humanos e quais as possibilidades de ele se inserir no mercado, continue lendo. Preparamos um artigo especial sobre o assunto!

O que é o departamento de recursos humanos?

Hoje em dia, o departamento de recursos humanos é responsável por selecionar, contratar e treinar novos colaboradores que vão atuar na empresa. Também cabe a esses profissionais proporcionar o desenvolvimento e o engajamento entre equipes, o que indica que seu trabalho não é algo sazonal, ou seja, apenas quando há abertura de novas vagas.

Seu principal papel é cuidar da manutenção de equipes, de modo a reter talentos, diminuir a rotatividade de contratados e preservar a motivação no ambiente de trabalho. Reconhecer, atrair e promover a comunicação empresarial também entram no rol de atividades pelas quais esse departamento é responsável.

Sua relação com os colaboradores vai além do vínculo empregatício: assuntos como ambiente empresarial, higiene e segurança no trabalho, plano de carreira, cargos e salários e pagamento de pessoal estão em seu repertório. Tudo isso engloba uma missão muito maior que é a de garantir a sintonia e o alinhamento de metas e objetivos entre empresa e colaboradores. A produtividade e o desenvolvimento seriam consequências de tais práticas.

Quais as diferenças entre departamento pessoal e RH?

Há quem ainda acredite que departamento pessoal e recursos humanos são a mesma coisa. Até mesmo ao se candidatar para uma vaga, muitas vezes, o profissional fica perdido, sem saber exatamente a qual departamento se destina a sua formação e experiência. Entretanto, trata-se de dois setores distintos, igualmente importantes para a instituição, cada qual desempenhando o seu papel.

Enquanto o departamento de recursos humanos busca cuidar da trajetória das pessoas dentro da organização, incluindo aspectos mais pessoais como satisfação e qualidade de vida, o departamento pessoal fica com a parte burocrática. Embora o departamento de RH participe da determinação de cargos e salários, questões relacionadas a dissídio, folha de pagamento e gestão de benefícios
são assuntos tratados pelo departamento pessoal.

Garantir que o décimo terceiro será pago em dia e determinar prazos e datas para licença médica e férias cabem ao departamento pessoal. Quando um novo colaborador é admitido, o departamento de recursos humanos o seleciona e a papelada é encaminhada para o setor pessoal para prosseguir com a contratação. O mesmo acontece na sua demissão.

A organização dos horários de trabalho cabe ao departamento pessoal, enquanto a avaliação de desempenho fica com o RH. Trata-se portanto, de áreas complementares dentro da empresa.

A confusão que ocorre a respeito das atribuições do profissional de cada um desses setores até faz sentido: em pequenas empresas, muitas vezes, suprime-se o departamento pessoal, já que a maior parte das suas funções acabam sendo desempenhadas pelo contador da empresa, normalmente terceirizado. E, embora não seja o melhor a fazer, há até quem acredite que é possível juntar todas essas atribuições em um único setor.

Como é possível trabalhar na área?

Pode ser que você, embora se identifique com as funções do profissional de recursos humanos, ainda se sinta inseguro quanto à formação necessária para atuar na área. Afinal, embora as funções pareçam relativamente simples, as relações humanas — especialmente as profissionais — são cheias de pormenores e complexidades e é preciso estar preparado para lidar com esse universo.

Formação necessária

Nos últimos anos, o conceito de recursos humanos passou por algumas transformações. Atualmente, o profissional precisa conhecer os aspectos técnicos que envolvem seleção e contratação de novos colaboradores. Também houve uma época na qual a graduação em administração de empresas era suficiente para ocupar um cargo de RH. Hoje em dia, o ideal é partir para uma formação mais específica, como pós-graduação ou MBA em desenvolvimento de pessoas.

Assim como o modelo de RH, os cursos de capacitação na área também não são os mesmos de antigamente. Hoje em dia, o aspecto humano é levado em conta — e entender essa questão é muito importante para ter um bom desempenho profissional. Com uma formação voltada à atual realidade do mercado, você certamente não deixará a desejar nos propósitos traçados.

Possibilidades de carreira

Após a formação, as possibilidades de carreira em recursos humanos costumam ser relativamente amplas. Elas se estendem ao setor público e privado. É possível atuar tanto na gestão de RH
propriamente dita quanto em uma esfera mais funcional, na promoção de treinamentos e programas de capacitação de pessoal.

Em instituições de grande porte, há ainda espaço para supervisores no que diz respeito a cargos, salários e carreiras, e diretores de departamento. Além disso, ainda é possível trabalhar de maneira terceirizada, como uma espécie de consultor determinado a atender empresas de todos os segmentos.

Características pessoais

Um bom profissional de recursos humanos costuma agir sempre de maneira bem analítica. Ele entende que as pessoas não são todas iguais: elas têm diferentes anseios e questionamentos e é preciso tato para gerenciar essas questões, sem que haja discrepâncias dentro das equipes. É importante considerar que, embora existas essas diferenças, uma empresa é formada por um conjunto de pessoas que buscam juntas os mesmos ideais.

Como se pode ver, o departamento de recursos humanos está presente em empresas de todos os modelos e portes e o melhor profissional para fazer parte dele pode ser você. Basta buscar a formação adequada e entender qual o real propósito ao qual ele se destina: promover qualidade no trabalho a partir da satisfação, motivação e capacitação de colaboradores.

Chegamos ao fim do post. Tem alguma dúvida sobre a preparação para atuar em recursos humanos? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe conosco!



Voltar
  • Pós Graduação e MBA em Administração
  • Pós Graduação e MBA em Administração Pública
  • Pós Graduação e MBA em Auditoria e Contabilidade
  • Pós Graduação e MBA em Bares e Restaurantes
  • Pós Graduação e MBA em Ciências Sociais
  • Pós Graduação e MBA em Comunicação Social
  • Pós Graduação e MBA em Contabilidade
  • Pós Graduação e MBA em Direito
  • Pós Graduação e MBA em Docência
  • Pós Graduação e MBA em Economia
  • Pós Graduação e MBA em Educação
  • Pós Graduação e MBA em Educação Especial
  • Pós Graduação e MBA em Educação Física
  • Pós Graduação e MBA em Empresarial
  • Pós Graduação e MBA em Enfermagem
  • Pós Graduação e MBA em Engenharia
  • Pós Graduação e MBA em Farmácia
  • Pós Graduação e MBA em Ferramentas para Gestão
  • Pós Graduação e MBA em Filosofia
  • Pós Graduação e MBA em Finanças
  • Pós Graduação e MBA em Fisioterapia
  • Pós Graduação e MBA em Fonoaudiologia
  • Pós Graduação e MBA em Gerenciamento de Projetos
  • Pós Graduação e MBA em Gestão de Pessoas
  • Pós Graduação e MBA em Gestão e Negócios
  • Pós Graduação e MBA em Gestão Imobiliária
  • Pós Graduação e MBA em Gestão Pública
  • Pós Graduação e MBA em Gestão Turismo
  • Pós Graduação e MBA em Idiomas
  • Pós Graduação e MBA em Letras
  • Pós Graduação e MBA em Licenciaturas
  • Pós Graduação e MBA em Línguas e Literatura
  • Pós Graduação e MBA em Logística
  • Pós Graduação e MBA em Marketing
  • Pós Graduação e MBA em Matemática
  • Pós Graduação e MBA em MBA
  • Pós Graduação e MBA em Medicina
  • Pós Graduação e MBA em Medicina Veterinária
  • Pós Graduação e MBA em Meio Ambiente
  • Pós Graduação e MBA em Novos
  • Pós Graduação e MBA em Nutrição
  • Pós Graduação e MBA em Odontologia
  • Pós Graduação e MBA em Planejamento Estratégico
  • Pós Graduação e MBA em Psicologia
  • Pós Graduação e MBA em Recursos Humanos
  • Pós Graduação e MBA em Saúde
  • Pós Graduação e MBA em Saúde da Família
  • Pós Graduação e MBA em Segurança no Trabalho
  • Pós Graduação e MBA em Segurança Pública e Inteligência
  • Pós Graduação e MBA em Serviço Social
  • Pós Graduação e MBA em Sociologia
  • Pós Graduação e MBA em Tecnologia da Informação
  • Pós Graduação e MBA em Teologia
  • Pós Graduação e MBA em Vendas
  • Formação Pedagógica (R2) em Educação
  • Segunda Licenciatura em Educação
  • Extensão em Administração
  • Extensão em Auditoria e Contabilidade
  • Extensão em Ciências Sociais
  • Extensão em Comunicação Social
  • Extensão em Contabilidade
  • Extensão em Direito
  • Extensão em Docência
  • Extensão em Economia
  • Extensão em Educação
  • Extensão em Educação Especial
  • Extensão em Educação Física
  • Extensão em Empresarial
  • Extensão em Enfermagem
  • Extensão em Engenharia
  • Extensão em Filosofia
  • Extensão em Finanças
  • Extensão em Fisioterapia
  • Extensão em Fonoaudiologia
  • Extensão em Gestão de Pessoas
  • Extensão em Gestão e Negócios
  • Extensão em Gestão Pública
  • Extensão em Idiomas
  • Extensão em Inteligência e Segurança
  • Extensão em Letras
  • Extensão em Logística
  • Extensão em Marketing
  • Extensão em Matemática
  • Extensão em Medicina Veterinária
  • Extensão em Meio Ambiente
  • Extensão em Novos
  • Extensão em Nutrição
  • Extensão em Psicologia
  • Extensão em Recursos Humanos
  • Extensão em Saúde
  • Extensão em Saúde da Família
  • Extensão em Segurança no Trabalho
  • Extensão em Segurança Pública e Inteligência
  • Extensão em Serviço Social
  • Extensão em Sociologia
  • Extensão em Tecnologia da Informação
  • Extensão em Teologia