Notícias

04/01/2019

Como conseguir a tão sonhada estabilidade financeira?

Você já conquistou a vida que sempre sonhou? Para a maioria dos brasileiros, infelizmente a resposta é não. Dívidas no cartão de crédito e no cheque especial, além dos inúmeros financiamentos, comprometem grande parte da renda da população. No país em que mais da metade das famílias declara que tem dívidas a pagar, a estabilidade financeira pode ser considerada um verdadeiro artigo de luxo.

Mas essa não precisa ser a sua realidade, sabia? Neste post, vamos mostrar como chegar lá transformando algumas medidas simples em hábito. Também falaremos sobre como acelerar esse processo para garantir sua tranquilidade no futuro. Ficou interessado? Então, continue a leitura e descubra quais são os passos para conquistar a estabilidade financeira!

Defina uma meta

O primeiro passo para conquistar a estabilidade financeira é definir a sua meta. Qual é seu objetivo: viver exclusivamente de renda? Juntar dinheiro para comprar um imóvel? Complementar sua remuneração com o resultado de investimentos? Sem essa informação será praticamente impossível traçar uma estratégia apropriada e obter sucesso.

E não se esqueça que as metas têm um prazo. Quando se fala questões financeiras, esse é um fator muito importante, já que ele determina quanto é necessário guardar todos os meses para atingir o alvo. Além disso, a ação do tempo é fundamental para multiplicar seu dinheiro. Então, seja específico: "quero receber R$ 8 mil mensais daqui a 20 anos". Pronto! Sua meta está criada e você pode começar a planejar seu futuro.

Trace uma estratégia

Depois de definir a sua meta, você pode começar a traçar uma estratégia. Se o seu objetivo é conseguir uma renda mensal de R$ 8 mil daqui a 20 anos, como citamos no nosso exemplo, é necessário descobrir quanto precisará guardar todos os meses para alcançar esse resultado. E ajuda é o que não falta! Hoje existem muitos simuladores na internet que fazem esse cálculo com bastante precisão. Trouxemos um para você, teste agora!

Analise e controle as dívidas

Inevitavelmente, para alcançar a estabilidade financeira você vai precisar guardar um valor todos os meses. Só que a maioria das pessoas pensa: "como vou investir se não sobra dinheiro no final do mês"? Aliás, para a maior parte dos brasileiros, falta saldo e sobram contas. No começo de 2018, 61% das famílias declararam que estavam endividadas. Então, esse é o primeiro obstáculo que deve ser combatido.

Analise suas contas mensais e faça um levantamento das dívidas que já foram contraídas. Calcule qual é a porcentagem do seu salário que elas estão consumindo todos os meses e crie um plano para reduzir esse valor. Você pode procurar instituições financeiras e trocar empréstimos caros por outros mais baratos.

Uma alternativa é fazer um empréstimo (juros baixos) para quitar um débito imenso no cartão de crédito ou cheque especial (juros altos). Pode não parecer, mas isso vai fazer uma grande diferença no seu orçamento, quando se fala de resultado acumulado. E finalmente, depois de pagar o que deve, tome muito cuidado ao fazer novas dívidas.

Crie um fundo de emergência

Antes de começar a colocar sua estratégia em prática, crie um fundo de emergência. Ele é a sua reserva de dinheiro, que será usada apenas em situações excepcionais, como desemprego, doença, incêndio e outras ocasiões trágicas.

Mas lembre-se: comprar uma bolsa Prada, trocar de carro e viajar nas férias não são situações emergenciais. Não torre sua reserva com futilidades!

O ideal é que o fundo de emergência reúna dinheiro suficiente para você viver durante seis meses sem contar com nenhuma renda externa. Então, se a soma dos seus gastos mensais é R$ 5 mil, essa reserva deve ter R$ 30 mil. Aplique-o em algum tipo de investimento de liquidez imediata, mas que ofereça uma correção igual ou superior à inflação. Depois que essa tarefa for cumprida, passe para o próximo passo.

Viva com (bem) menos do que ganha

Essa é uma regra de ouro para quem quer conquistar a estabilidade financeira. O ideal é estabelecer uma porcentagem do orçamento para cada tipo de despesa, de acordo com os critérios a seguir:

• Reserve 55% para as despesas essenciais (tudo que você precisa para sobreviver ao mês);
• Invista 10% pensando na aposentadoria (invista em fundos de longo prazo, que têm rentabilidade maior);
• Destine 5% para sua educação, com foco na pós-graduação ou especialização;
• Utilize 20% para os objetivos de médio, curto e longo prazo (trocar de carro, comprar a TV 4K de 86 polegadas, viajar nas férias);
• Permita-se gastar até 10% no que você quiser (saidinha com amigos, jantar romântico, liquidação de blusinhas).

Seguindo essa proporção, você investirá pelo menos 30% do seu salário todos os meses. Considerando que só 11% dos brasileiros poupa alguma coisa, esse plano já deixa você em grande vantagem.

Coloque os juros compostos para trabalhar por você

Agora vamos falar da melhor parte desse plano: colocar os juros compostos para trabalharem por você. Quando o dinheiro fica investido, ele rende juros sobre juros, mês a mês. Seu lucro se torna escalável, fazendo seu saldo se multiplicar de forma fantástica!

Acelere a conquista da estabilidade financeira

Em outras palavras, os passos anteriores ensinaram você a economizar. Porém, existe uma outra forma de aumentar os seus investimentos e acelerar a conquista da estabilidade financeira: ganhar mais. Sim, isso é possível e de várias maneiras. Algumas pessoas acabam atuando em mais de uma empresa ou usando o tempo de folga para gerar uma renda extra

Porém, você também pode ganhar mais na própria empresa ou instituição em que trabalha. Geralmente, o melhor caminho para alcançar esse objetivo é a educação contínua. Ao crescer profissionalmente e fazer cursos com frequência, você se torna apto a exercer funções que pagam salários mais altos. Dessa forma, consegue melhorar sua qualidade de vida no presente (os 55% serão maiores) e também turbinar seus investimentos.

Mesmo no setor público as especializações são muito vantajosas. Quem presta concurso sabe que esses certificados valem pontos nas provas. Então, o servidor não só passa à frente de outros na hora de conseguir cargos, mas a titulação também garante um salário bem melhor no final do mês.

Como você pôde perceber, alcançar a estabilidade financeira não é um alvo inatingível. Com disciplina e planejamento, é possível criar uma boa reserva, fazer o seu dinheiro se multiplicar e juntar o total necessário para realizar os seus sonhos e viver com tranquilidade.

Gostou do post? Nós sempre criamos conteúdos bacanas para ajudar você a ter sucesso na carreira e atingir seus objetivos. Que tal conferir? Assine a nossa newsletter e receba-os diretamente no seu e-mail


Voltar
  • Pós Graduação e MBA em Administração
  • Pós Graduação e MBA em Administração Pública
  • Pós Graduação e MBA em Auditoria e Contabilidade
  • Pós Graduação e MBA em Bares e Restaurantes
  • Pós Graduação e MBA em Ciências Sociais
  • Pós Graduação e MBA em Comunicação Social
  • Pós Graduação e MBA em Contabilidade
  • Pós Graduação e MBA em Direito
  • Pós Graduação e MBA em Docência
  • Pós Graduação e MBA em Economia
  • Pós Graduação e MBA em Educação
  • Pós Graduação e MBA em Educação Especial
  • Pós Graduação e MBA em Educação Física
  • Pós Graduação e MBA em Empresarial
  • Pós Graduação e MBA em Enfermagem
  • Pós Graduação e MBA em Engenharia
  • Pós Graduação e MBA em Farmácia
  • Pós Graduação e MBA em Ferramentas para Gestão
  • Pós Graduação e MBA em Filosofia
  • Pós Graduação e MBA em Finanças
  • Pós Graduação e MBA em Fisioterapia
  • Pós Graduação e MBA em Fonoaudiologia
  • Pós Graduação e MBA em Gerenciamento de Projetos
  • Pós Graduação e MBA em Gestão de Pessoas
  • Pós Graduação e MBA em Gestão e Negócios
  • Pós Graduação e MBA em Gestão Imobiliária
  • Pós Graduação e MBA em Gestão Pública
  • Pós Graduação e MBA em Gestão Turismo
  • Pós Graduação e MBA em Idiomas
  • Pós Graduação e MBA em Letras
  • Pós Graduação e MBA em Licenciaturas
  • Pós Graduação e MBA em Línguas e Literatura
  • Pós Graduação e MBA em Logística
  • Pós Graduação e MBA em Marketing
  • Pós Graduação e MBA em Matemática
  • Pós Graduação e MBA em MBA
  • Pós Graduação e MBA em Medicina
  • Pós Graduação e MBA em Medicina Veterinária
  • Pós Graduação e MBA em Meio Ambiente
  • Pós Graduação e MBA em Novos
  • Pós Graduação e MBA em Nutrição
  • Pós Graduação e MBA em Odontologia
  • Pós Graduação e MBA em Planejamento Estratégico
  • Pós Graduação e MBA em Psicologia
  • Pós Graduação e MBA em Recursos Humanos
  • Pós Graduação e MBA em Saúde
  • Pós Graduação e MBA em Saúde da Família
  • Pós Graduação e MBA em Segurança no Trabalho
  • Pós Graduação e MBA em Segurança Pública e Inteligência
  • Pós Graduação e MBA em Serviço Social
  • Pós Graduação e MBA em Sociologia
  • Pós Graduação e MBA em Tecnologia da Informação
  • Pós Graduação e MBA em Teologia
  • Pós Graduação e MBA em Vendas
  • Formação Pedagógica (R2) em Educação
  • Segunda Licenciatura em Educação
  • Extensão em Administração
  • Extensão em Auditoria e Contabilidade
  • Extensão em Ciências Sociais
  • Extensão em Comunicação Social
  • Extensão em Contabilidade
  • Extensão em Direito
  • Extensão em Docência
  • Extensão em Economia
  • Extensão em Educação
  • Extensão em Educação Especial
  • Extensão em Educação Física
  • Extensão em Empresarial
  • Extensão em Enfermagem
  • Extensão em Engenharia
  • Extensão em Filosofia
  • Extensão em Finanças
  • Extensão em Fisioterapia
  • Extensão em Fonoaudiologia
  • Extensão em Gestão de Pessoas
  • Extensão em Gestão e Negócios
  • Extensão em Gestão Pública
  • Extensão em Idiomas
  • Extensão em Inteligência e Segurança
  • Extensão em Letras
  • Extensão em Logística
  • Extensão em Marketing
  • Extensão em Matemática
  • Extensão em Medicina Veterinária
  • Extensão em Meio Ambiente
  • Extensão em Novos
  • Extensão em Nutrição
  • Extensão em Psicologia
  • Extensão em Recursos Humanos
  • Extensão em Saúde
  • Extensão em Saúde da Família
  • Extensão em Segurança no Trabalho
  • Extensão em Segurança Pública e Inteligência
  • Extensão em Serviço Social
  • Extensão em Sociologia
  • Extensão em Tecnologia da Informação
  • Extensão em Teologia